You are currently viewing O que é síndrome do impostor: conheça exemplos

O que é síndrome do impostor: conheça exemplos

Entender o que é síndrome do impostor pode ser útil para fugir das armadilhas criadas por essa desordem psíquica. Ninguém está livre dos sentimentos de impotência e limitação trazidos por essa síndrome.

A síndrome do impostor é caracterizada pela percepção distorcida sobre as suas conquistas pessoais. Como se cada passo de sua evolução fosse fruto de sorte, auxílio de terceiros ou intercessão divina.

Logo, a sensação de desmerecimento de determinado lugar conquistado permeia a síndrome do impostor e coloca o indivíduo em uma posição de inadequação.

Elogios, mesmo quando justos, são recebidos com culpa e estranheza exatamente por não sentir que deveria receber tais comentários.

Vamos esmiuçar a síndrome do impostor e conhecer alguns exemplos. Provavelmente, a maior parte das pessoas vai identificar que já agiu dessa maneira em algum momento da vida.

Principais características

A síndrome do impostor faz que o indivíduo assuma uma postura defensiva diante de qualquer resquício de reconhecimento. Por isso, em busca de se proteger de alguém supostamente descobrir que “ele é uma farsa”, acaba adotando alguns comportamentos muito prejudiciais ao seu próprio desenvolvimento.

Podemos elencar como os principais a seguir.

Fazer muito esforço

Para justificar suas conquistas, costuma trabalhar muito e mostrar a todos quanto esforço coloca em qualquer coisa que construa. Mesmo que fique exausto, sente-se mais confortável dessa forma para que não pairem dúvidas sobre a sua capacidade.

Autodepreciação

Por acreditar que não é bom o suficiente, coloca suas necessidades em segundo plano em prol de agradar a terceiros, condena qualquer pequena falha e cobra-se excessivamente.

Procrastinação

Muito além da dor de manter-se concentrado por algum tempo em uma tarefa específica, o indivíduo que deixa para depois seus afazeres e compromissos costuma ter um grande medo de ser criticado devido aos seus altos níveis de perfeccionismo.

Receio em expor sua imagem e seus pensamentos

Quando está em meio a multidões, ou é colocado em algum evento onde é exposto, sua reação é de evitar chamar a atenção. Sente medo do julgamento alheio e sabe que será avaliado.

É o caso do “vão descobrir que não sou assim tão bom se eu começar a falar”, portanto, é também uma forma de autossabotagem.

Situações em que a síndrome do impostor fica nítida

Vamos esclarecer como ocorre a síndrome do impostor?

  • Quando, em uma apresentação no trabalho ou na universidade, a pessoa tem a sensação de que vão ver que ela não domina tudo sobre o assunto que está abordando;
  • Em reuniões de trabalho com os superiores presentes, imagina que todos os pontos fracos serão expostos;
  • Ao receber um cargo melhor na vida profissional, tende a pensar que não tinha outra pessoa disponível para a função. Logo, não tem relação com a competência.

Como vencer esse mal?

É imprescindível que o indivíduo tenha plena consciência de si, de seus feitos e seu valor. Mudar seu padrão de autopercepção é muito importante, e pode ser alcançado ao listar suas conquistas, suas habilidades e formular um discurso de poder para si.

Caso sinta que é rodeado por pessoas que vivem criticando, pode ser importante filtrar essas companhias e suas mensagens.

No entanto, aceitar as vulnerabilidades continua essencial para seguir crescendo e se aprimorando como ser humano. Assim como todas as outras pessoas contam com defeitos, no entanto, não é razão para sentir-se desvalorizado.

O autoconhecimento pode devolver a consciência sobre si próprio. Uma das maneiras de alcançá-lo pode ser em sessões de psicanálise.

Espero ter esclarecido sobre o que é a síndrome do impostor.

Até a próxima!

Deixe um comentário